Braga mantém ensino de mandarim com aulas à distância
Terça-feira , Setembro 22 2020 Periodicidade Diária nº 2582
Principal / Educação / Braga mantém ensino de mandarim com aulas à distância

Braga mantém ensino de mandarim com aulas à distância

O ensino de mandarim nas escolas do concelho de Braga vai manter-se com a realização de aulas por videoconferência, que serão complementadas pela disponibilização de documentação em suporte digital.

Promovido pelo Município de Braga em parceria com o Instituto Confúcio da Universidade do Minho, este projeto foi implementado no ano lectivo 2016/2017 e tem vindo a registar um interesse crescente por parte dos alunos. O projeto conta com a participação de mais de 150 alunos de escolas públicas do concelho.

Segundo Lídia Dias, vereadora da Educação, “a continuidade do ensino do mandarim constitui uma grande mais-valia para o futuro dos nossos alunos”. “Nesta altura, devemos ser capazes de nos reinventar e adaptar. Não podemos estagnar os projetos desenvolvidos e o Município de Braga continua a priorizar a formação dos alunos, para que se tornem homens e mulheres globalizados, preparando-os para o seu futuro”, refere Lídia Dias.

O projeto de ensino de mandarim visa promover a aprendizagem de uma das línguas mais faladas à escala mundial, incluindo-se no Plano Estratégico para o Desenvolvimento Económico de Braga (2014-2026). A introdução do mandarim como uma das opções de Língua Estrangeira proporciona aos alunos maior possibilidade de escolha, permitindo que iniciem (ou retomem) a aprendizagem da língua mais falada no mundo.

Adiada final do projeto “No Poupar está o Ganho”

A final do projeto de educação financeira “No Poupar está o Ganho” foi adiada por tempo indeterminado, atendendo à situação de emergência nacional que o país vive devido à Covid-19. Mas a dinâmica da iniciativa, implementada no Município de Braga com a parceria da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, vai manter-se.

Assim, os docentes podem distribuir tarefas aos alunos e submeter um trabalho de turma que será avaliado por um júri, ficando a comunicação dos resultados e anúncio dos prémios à responsabilidade da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda.

Recorde-se que o projeto “No Poupar está o Ganho” é desenvolvido em contexto de sala de aula, tendo por objetivo auxiliar os mais jovens a gerir o dinheiro, contribuindo para que sejam consumidores mais responsáveis e conscientes.

Este ano, na grande final, o Município de Braga iria fazer-se representar com uma turma da EB1 de Cabreiros e uma turma da EB 2/3 de Real, que venceram as respetivas fases municipais.