Segunda-feira, Agosto 15, 2022
17.3 C
Braga
InícioDesportoBraga e Guimarães recebem Mundial Universitário de Futsal 2022

Braga e Guimarães recebem Mundial Universitário de Futsal 2022

© UMinho

A Universidade do Minho vai organizar o Campeonato Mundial Universitário de Futsal 2022. As cidades de Braga e Guimarães vão acolher o evento, que decorrerá de 18 a 24 de julho.

Passados 10 anos, a Academia Minhota volta a receber um Campeonato Mundial Universitário de Futsal, o último foi em 2012 na cidade de Braga, no âmbito da Capital Europeia da Juventude 2012. Volvida uma década, a organização do evento volta a “cair” nas mãos da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) em parceria com a UMinho e com a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho).

Este será o 14.º evento internacional entre Campeonatos Europeus e Mundiais Universitários organizados pela UMinho, depois de seis europeus – voleibol (2004), basquetebol (2006), taekwondo (2009, 2011), andebol (2015), Futsal (2019) e sete mundiais – futsal (1998), badmínton (2008), xadrez e futsal (2012), andebol (2014), Karaté (2016),  Ciclismo  (2018), em 2022 a Universidade recebe novamente o Mundial de Futsal, competição que deverá contar com a participação de 16 equipas masculinas e 12 femininas e que será disputado nas duas cidades que acolhem a Academia Minhota.

Recorde-se que a UMinho já organizou dois mundiais em 1998 e em 2012, e um europeu em 2019, este será assim o quarto campeonato universitário de futsal organizado pela instituição, sendo o terceiro mundial. De realçar ainda que a seleção nacional universitária apenas por uma vez chegou ao título de campeã mundial, aconteceu em Koper, na Eslovénia em 2008.

A organização deste campeonato tinha sido entregue a Xangai na China, mas devido às restrições da pandemia o mesmo teve de ser cancelado, a atribuição de última hora à UMinho, aos seus Serviços de Acção Social (SASUM) e à AAUMinho, a pouco mais de cinco meses do evento, vem expressar a confiança e o reconhecimento do trabalho destas instituições parceiras. “Vejo esta atribuição como o reconhecimento da capacidade de organização de Portugal em tudo. Esse reconhecimento, essa confiança levou a FISU a não hesitar e a atribuir à UMinho mais este campeonato mundial”, afirmou o selecionar nacional, Jorge Braz. Mostrando-se “muito feliz por ver regressar a esta Universidade esta grande competição”, garantiu que serão as equipas técnicas nacionais que vão estar na preparação das seleções universitárias masculina e feminina, assegurando que “estaremos cá de corpo e alma a organizar e a preparar as seleções para que a sua prestação neste mundial universitário seja a adequada e de acordo com as expectativas”.

Para o presidente da AAUMinho, Duarte Lopes, a organização deste campeonato “será um trabalho difícil”, pelo reduzido tempo de preparação, em vez dos habituais dois anos serão cinco meses, apesar disso mostrou-se confiante, “será certamente um feito positivo tanto para o desporto na UMinho, como para as cidades e o país”, disse.

O Campeonato Mundial Universitário de Futsal é um dos eventos com maior projeção de todo o calendário da FISU, sendo o futsal uma das modalidades com maior tradição na nossa Universidade e com maior implementação em Portugal. Este evento vem assim contribuir para reforçar a ligação e o desenvolvimento da relação entre o desporto universitário e o desporto federado, no sentido da valorização das carreiras duais, bem como envolvendo a comunidade local e toda a “família” do futsal nacional. De realçar que tanto a UMinho como a FADU têm uma relação muito próxima com a Federação Portuguesa de Futebol, numa lógica de partilha contínua de recursos, instalações e conhecimento, que será um fator essencial para o sucesso deste evento.

A aposta nestas competições internacionais deve-se essencialmente, segundo o Secretário-Geral do Comité Organizador da prova, Pedro Almeida, a três fatores: “o impacto socioeconómico na dimensão académica e regional; a oportunidade de desenvolvimento da modalidade, no contexto universitário e local; e o potencial que as mesmas podem ter em deixar um legado muito positivo na melhoria das competências e qualidades organizativas das entidades que compõem a comissão organizadora do evento.”

Dez anos depois da realização do último mundial, este evento conjunto da AAUMinho, SASUM e FADU vem reforçar a estratégia de dinamização da competição desportiva universitária através da organização de grandes eventos internacionais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS