Sábado, Dezembro 10, 2022
9.9 C
Braga
InícioBragaBraga: Amigos “Os Satélites 79” homenagearam Futebol Clube Ferreirense

Braga: Amigos “Os Satélites 79” homenagearam Futebol Clube Ferreirense

© Carolina Teixeira

O salão polivalente da Junta de Freguesia de Ferreiros, em Braga, recebeu na noite desta sexta-feira o colóquio “Vamos Rever a História do Futebol Clube Ferreirense”.

A iniciativa, organizada pela Associação Amigos “Os Satélites 79”, teve como objetivo homenagear o clube que conta com 64 anos de existência.

O colóquio contou com a participação de João Braga, organizador do evento e presidente da Associação Amigos “Os Satélites 79”, Carlos Alberto, presidente da Assembleia do Futebol Clube Ferreirense, João Vilaça, vice-presidente do Futebol Clube Ferreirense, Carolina Teixeira, presidente da União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves, e de Pedro Sousa, vice-presidente da Associação de Futebol de Braga.

© Carolina Teixeira

O presidente da Assembleia do Futebol Clube Ferreirense sublinhou que o clube tem “servido e honrado a nossa terra e as nossas gentes”.

“Permitam que evoque a memória daqueles dez jovens que tiveram a ousadia e a inspiração de se reunirem e tonarem a decisão de fundar o Futebol Clube Ferreirense. Como todos nós na freguesia e, porque não no concelho, temos que estar gratos a estes jovens que ousaram sonhar e que souberam transformar o sonho em realidade. António Dias Fernandes, Armando Martins Ferreira, Carlos Ferreira da Costa, Carlos Ferreira de Carvalho, Domingos da Cruz Gomes, Francisco da Cruz Gomes, Joaquim Ferreira Martins, José Barbosa Rodrigues, Manuel Martins Fernandes e Serafim Veiga Sampaio sabiam que o sonho comandava a vida. Um grande obrigado aos que ainda estão entre nós e aos que já partiram, deixando-nos a obra, a saudade e o respeito”, disse Carlos Alberto.

© Futebol Clube Ferreirense

O presidente da Assembleia do Futebol Clube Ferreirense recordou que a 18 de março de 1983 existia outro clube que não chegou a vingar, o Ferreirense Sport Clube, que jogava no espaço frente à Capela da Misericórdia, havendo uma fotografia datada de abril de 1933, e quatro quadras, que eram cantadas por uma senhora que este mês celebrará 94 anos de idade:

O Jogo do Ferreirense

Foi feito de trás p’ra frente

E temos que agradecer

Ao guarda-redes Vicente.

O Jogo do Ferreirense

Foi feito a trás dum pente

E temos que agradecer

Ao guarda-redes Vicente.

O Jogo do Ferreirense

Foi feito como um boneco

E temos que agradecer

Ao Augusto “Floreco”.

O Jogo do Ferreirense

Foi feito de trás dum papel

E temos que agradecer

Ao extremo Daniel.

Carlos Alberto contou ainda que uma cisão neste clube gerou uma nova equipa de futebol na freguesia, conhecida como “União” e que usava um equipamento “à Porto”. “Esta divisão ditou, a curto prazo, a extinção dos dois clubes. A 18 de março de 1958, data da Fundação do Futebol Clube Ferreirense, foi fixado, a partir do testemunho dos fundadores do clube, pela Assembleia Geral do Clube, realizada no dia de 15 de janeiro de 1972. Embora, só a Assembleia Geral de 1983 (no seu 25º aniversário), tenha, formalmente consagrado estas dez pessoas como “os fundadores do clube””, realçou.

© Futebol Clube Ferreirense

O presidente narrou ainda vários acontecimentos importantes do clube, tais como a aprovação, em Assembleia Geral, dos primeiros estatutos do Futebol Clube Ferreirense,  a aquisição do campo de jogos que passou a ser propriedade do clube, a sua qualificação para disputar a Taça de Portugal que, ficou assinalada pela comemoração do seu 25° aniversário (época de 1982-1983), a época de 2012/2013 onde a equipa de Juvenis sagra-se campeã da AF Braga e onde foi lançado o Hino do Futebol Clube Ferreirense ”Vamos Para a Frente Ferreirense”.

“Queria lembrar aquele ‘Eu’ coletivo composto por mil e uma pessoas que, durante parte das suas vidas, tudo deram ao Futebol Clube Ferreirense, sem nada esperar em troca. Esta verdadeira plêiade de gente boa e humilde que, honrando o sonho dos Fundadores, engrandeceram e enriqueceram este projeto, que hoje movimenta mais de uma centena de atletas, tornando-o, por um lado, sustentável e, por outro, uma escola informal de cidadania pelo desporto”, sustentou.

Carlos Alberto finalizou esta apresentação, deixando o seu agradecimento ao associado Filipe Augusto Antunes Martins e a todas as pessoas envolventes que têm apoiado o clube. “Quero aqui deixar o meu reconhecimento a esta multidão de gente anónima que ontem, hoje e amanhã, desenvolvem este grande clube, consolidam as bases de apoio e sobre elas constroem um futuro de serviço aos jovens desportistas, com um sincero e sentido agradecimento, porque, também eu, quando jovem, já fui beneficiário da vossa generosidade cívica”, concluiu.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS