Basílica dos Congregados ilumina-se de vermelho para lembrar cristãos perseguidos
Terça-feira , Outubro 20 2020 Periodicidade Diária nº 2610
Principal / Notícias / Basílica dos Congregados ilumina-se de vermelho para lembrar cristãos perseguidos

Basílica dos Congregados ilumina-se de vermelho para lembrar cristãos perseguidos

A Basílica dos Congregados vai iluminar-se de vermelho amanhã, 24 de fevereiro, para lembrar os cristãos perseguidos, associando-se assim à iniciativa da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) que pretende combater a indiferença perante este flagelo.

A iniciativa decorre no âmbito da jornada de oração e de sensibilização agendada para este sábado, que vai unir a Basílica dos Congregados (Braga), o Santuário de Cristo Rei (Almada), o Coliseu de Roma – um dos primeiros símbolos da perseguição aos Cristãos –, a Catedral maronita de Santo Elias (Alepo, Síria) e a Igreja de São Paulo (Mossul, Iraque), através da iluminação vermelha, que simboliza o sangue dos mártires.

Em Portugal, tal como em Roma, Alepo ou Mossul, rezar-se-á o Terço pelos Cristãos Perseguidos, que deverá ter início pelas 16h00, tanto na Basílica dos Congregados, como no Santuário de Cristo Rei e nas inúmeras paróquias e movimentos que aderiram a esta iniciativa. Prevê-se que a iluminação aconteça a partir das 18h00.

D. Jorge Ortiga, Arcebispo de Braga, pretende assim “chamar a atenção da opinião pública nacional para a violação dos princípios básicos da liberdade religiosa e das suas vítimas”. “Às pessoas de boa vontade peço um compromisso e acção cívicas que promovam a paz e a dignidade. Aos cristãos da Arquidiocese peço a força da oração perseverante e intensa pelos nossos irmãos cristãos perseguidos. Este rio de sangue que nos chega do oriente não nos pode deixar indiferentes”, apela o Arcebispo.