Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
7.8 C
Braga
InícioAtualidadeArte nos jogos online: Como elas estão se popularizando?

Arte nos jogos online: Como elas estão se popularizando?

Uma das mais populares explorações artísticas que surgiram da cultura digital é a arte dos videogames. Entenda aqui o que é e como funciona!

DR

A ascensão da arte nos videogames

Uma das mais populares explorações artísticas que surgiram da cultura digital é a arte dos videogames. Embora os slots de casino sempre tenham sido coloridos, cheios de ruídos e artes vibrantes, hoje em dia, as coisas estão a alcançar um patamar totalmente novo com a indústria de jogos virtuais. Eles abriram espaço para uma forma interessante de arte computacional interativa baseada em designs de videogames.

Os videogames têm mais uma conexão significativa com a arte digital. Essa é a experimentação com interface homem-computador, interatividade e estética da imagem computacional. Formas contemporâneas de arte interativa adotaram e continuaram a se desenvolver mais tarde. Pode encontrar exemplos brilhantes de design no https://icecasino.com/pt/caca-niqueis.

Como a arte afeta a maneira como jogamos

A arte não apenas está se tornando cada vez mais proeminente na indústria de jogos online, mas também está inconscientemente afetando a maneira como lidamos com as nossas experiências de jogo. Muitas pessoas acreditam que a arte é psicológica, e relatos sugerem que formas como círculos, quadrados e triângulos, por exemplo, impactam na forma como vemos e percebemos a estética. As formas mencionadas acima vêm com os seus próprios conceitos e associamos esses conceitos a experiências da vida real e isso, por sua vez, terá efeitos únicos nos jogadores, dependendo de como eles associam cada forma num nível pessoal.

Os serviços de jogos online procuraram alterar como nos sentimos por meio de esquemas de cores cuidadosamente selecionados. É por isso que muitos procuram incluir fortemente as cores azul, roxo e verde nas suas obras de arte. Elas, supostamente, podem resultar num estado de calma num ambiente pacífico.

O que é arte de videogame?

Então, o que exatamente é a arte dos videogames? E como difere da produção criativa massiva de jogos já considerados arte por si só? Embora existam muitas fontes online que nos mostram uma rica arte visual e estampas que retratam a cultura dos jogos, a arte dos videogames é algo totalmente diferente.

Esses artistas usam código, jogabilidade e ferramentas de design interativo para provocar uma reação e comunicar as suas ideias. Nesse sentido, a arte dos videogames, como a maioria das novas medias, encontrou os seus precursores nos grandes movimentos de arte conceitual e de vanguarda. Por sua séria intenção, tal obra de arte também é reconhecida pela próspera indústria de jogos sérios como o seu próprio subgénero – o dos Art Games, enfatizando os aspetos ativistas e educacionais das obras de arte.

Seguindo a variedade de tipos de jogos já existentes, esta arte inclui várias formas distintas. Mais comuns talvez sejam as peças que apresentam design original de jogos ou copiam videogames existentes. Ela se baseiam em obras clássicas, como Space Invaders de 1969, ou Nintendo Super Mario Bros de 1985.

Também são encontrados com frequência os chamados Mods ou modificações artísticas de videogames. Aqui, os artistas usam habilidades de codificação para deixar a sua marca nos jogos. Eles fazem alterações no design geralmente com alguma crítica em mente. De forma semelhante, alguns usam as suas habilidades para criar peças que são performances no espaço do jogo. Geralmente em jogos multiplayer populares como Second Life, os artistas transformam a comunidade de jogadores numa audiência para seus projetos.

Mods – Modificação artística de videogames

Uma forma particularmente interessante de arte de videogame levou os artistas a uma reapropriação conceitual do espaço de jogo já existente. Mods ou modificações referem-se a mudanças visuais e narrativas. Elas são inseridas nos jogos por meio de patches, softwares geralmente criados por programadores com a finalidade de corrigir ou melhorar o jogo. No contexto da arte dos videogames, essas extensões permitem que os jogadores desfrutem de uma jogabilidade diferente.

Seja criando skins de personagens simples ou produzindo novos jogos alterando o código do original. É possível dar o seu toque artístico ao jogo. Esses tipos de intervenções já eram uma parte significativa da subcultura de jogos. Os destaques são, especialmente, em jogos como Half-Life, Minecraft e Grand Theft Auto. Por meio de modificações no jogo, os artistas encontraram meios para divulgar as suas ideias.

Arte e Second Life

O mundo virtual que mais atraiu performers sempre foi e continua a ser o Second Life (2003). Não exatamente um videogame, mas um Ambiente Virtual Multiusuário (MUVE). A plataforma oferece aos seus milhões de moradores numa espécie de réplica em realidade virtual da vida humana quotidiana. Assim apresenta um novo palco para todos os tipos de empreendimentos artísticos. O mundo da arte do Second Life está repleto de galerias, exposições, shows ao vivo e produções teatrais, assim como o mundo offline.

Uma forma interessante de arte, desenvolvida em gamespaces online, é o machinima. Essa é uma produção cinematográfica de gameplays encenados em tempo real, uma espécie de curtas-metragens de animação desenvolvidos no universo dos jogos. No entanto, também é a arte performática que chama muita atenção no Second Life. Artistas ativos incluem Annabeth Robinson, Garrett Lynch, Simon Goldin e Jakob Senneby, Gleman Jun e Second Front.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS