Sexta-feira, Março 1, 2024
10.6 C
Braga
spot_img
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoAntigo hotel em Famalicão vai ser reabilitado e dar origem a apartamentos...
spot_img

Antigo hotel em Famalicão vai ser reabilitado e dar origem a apartamentos e lojas

© Gabriel Couto

O emblemático edifício Hotel Garantia, que marcou gerações em Vila Nova de Famalicão, vai voltar aos dias de esplendor no centro histórico da cidade. O edifício, cuja história remonta a 1943, irá ser reabilitado pela construtora Gabriel Couto.

Com a reabilitação e construção do novo projeto, este mítico hotel vai dar lugar a um novo empreendimento residencial e comercial. Com tipologias T2, T3 e T4, com áreas entre os 108 e os 209 metros quadrados, o futuro Garantia Residences irá integrar 18 apartamentos.

Todos os apartamentos são contemplados com lugares de aparcamento e arrumos fechados. No rés do chão, o Garantia Residences mantém a estrutura anterior com um conjunto de lojas de dimensões diversificadas com entrada por uma galeria que circunda o edifício, na Rua Santo António e Rua Adriano Pinto Basto. Todas elas com destino para comércio e/ou serviços com áreas que vão desde os 11 aos 140 metros quadrados.

Daniel Costa, diretor comercial da Gabriel Couto, adianta que “o Garantia Residences, como projeto residencial, oferece comodidades excecionais aos seus futuros residentes, e dispõe de uma localização invejável no “coração” da cidade, e vai proporcionar uma vivência relevante e dinâmica ao centro histórico famalicense e será, sem dúvida, um destino incontornável para viver, trabalhar ou investir”.

“É apanágio da FIVE – Promoções Imobiliárias, S.A. obsequiar aos clientes do GARANTIA RESIDENCES conforto e bem-estar, algo que o proporcionava e assim marcava a diferença, o Hotel Garantia em 1943. O Hotel oferecia aos seus clientes, nessa época, espaços que nenhum outro hotel possuía, barbearia privada, cabeleireiro, café-restaurante no terraço, ótimos quartos, salas de estar de excelência, entre outras mais valias, únicas na região minhota naquela época”, recorda Daniel Costa.

A sua construção inicial ficou a dever-se à figura de Amadeu Mesquita e à Companhia de Seguros Garantia. Aproveitando a estrutura do antigo Hotel Vilanovense, juntando depois alguns edifícios adjacentes, a inauguração ocorreu no dia 19 de junho de 1943. No entanto, devido aos poucos hospedes e ao elevado preço praticado, encerrou em 1950. Foi aberto de novo, pouco tempo depois, mas, em 1956 a crise veio de novo, voltando a fechar. No entanto, o hotel voltaria a reabrir nesse mesmo ano de 1956, datando de então a inauguração do “Hotel Café-Restaurante” com salão de bilhares e barbearia privativa.

Segundo Daniel Costa, este será mais um desafio para a construtora Gabriel Couto, que vê neste projeto “um elevado e aliciante desafio ao dar uma nova vida ao espaço do outrora Hotel Garantia, um edifício com certa complexidade construtiva que terá uma reabilitação cuidada, mantendo as caraterísticas que o diferenciam e no seu interior todos os detalhes foram pensados ao pormenor, permitindo um conforto exclusivo”.

Para a Gabriel Couto, “a construção deste desafiante projeto imobiliário, surge no seguimento de uma aposta muito forte do grupo no sector privado nestes últimos anos, ressalvando o reconhecimento e confiança que os principais promotores imobiliários nacionais e internacionais têm depositado na experiência, capacidade técnica e nível de qualidade dos trabalhos desenvolvidos pelo grupo”.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES