Amorim e o melhor arranque da história do Braga
Segunda-feira , Outubro 19 2020 Periodicidade Diária nº 2609
Principal / Notícias / Amorim e o melhor arranque da história do Braga

Amorim e o melhor arranque da história do Braga

Foto: SC Braga

“Glory Days”, tema de Bruce Springsteen lançado em 1984, um ano antes de Rúben Amorim nascer, é provavelmente aquele que melhor se adapta à realidade do Braga nos dias que correm. Os “Gverreiros do Minho” atravessam uma das melhores fases da sua história e Amorim é o principal rosto do sucesso bracarense. 

A notícia da saída de Ricardo Sá Pinto, após a goleada em Paços de Ferreira que carimbou o acesso à “final-four” da Taça da Liga, apanhou a generalidade dos adeptos de surpresa. Sem que nada o fizesse prever, o técnico português abandonou o comando técnico da equipa. Para o seu lugar, veio Rúben Amorim. António Salvador, presidente do clube, apostou nos serviços do técnico da equipa B cuja contratação gerou uma onda de contestação por não possuir o nível exigido para treinar um emblema do principal escalão. Imune às críticas, Rúben assumiu os destinos da equipa e pouco demorou a colocar o seu nome na história do clube: Conquistou a Taça da Liga na “final four”, disputada na Pedreira, levando a melhor diante do Sporting na meia final e frente ao Porto na decisão, adversários que, de resto, venceu por duas vezes no seu início de campanha.

Amorim bate “mestre” Jesus

Rúben Amorim não só conquistou a Taça da Liga 2019/20 como também assegurou um lugar no “hall of fame” do clube por um outro motivo: melhor arranque de sempre protagonizado por um treinador do Braga, batendo um recorde que anteriormente pertencia a Jorge Jesus. A situação torna-se ainda mais curiosa se tivermos em consideração que as carreiras de ambos já estiveram intimamente ligadas.

Enquanto jogador, Rúben Amorim foi treinado por Jorge Jesus em dois clubes: primeiro no Belenenses e posteriormente no Benfica, sendo que Rúben chegou à Luz em 2008/09, um ano antes de Jorge Jesus ser contratado por Luís Filipe Vieira para liderar o emblema da Luz. Utilizado regularmente por Jorge Jesus, Amorim “absorveu” o que de melhor o treinador lhe passou, e a verdade é que acabou mesmo por bater um recorde que ainda estava na posse de Jesus.

A 29 de janeiro, já com a Taça da Liga conquistada, o Braga viajou até Moreira de Cónegos para medir forças com o Moreirense em mais uma jornada da Liga NOS 2019/20. O encontro terminou com um triunfo bracarense por duas bolas a uma e, de imediato, Amorim igualou o melhor arranque de sempre de um treinador do Braga: seis jogos, seis vitórias, registo que anteriormente, conforme mencionado, pertencia a Jorge Jesus, datado da época 2008/09. O Braga passou a constar nas opções dos apostadores e acresce a curiosidade para verificar de que forma se vai comportar na Liga Europa, prova com tips disponíveis no blog de palpites de futebol da Betfair.

Foto: SC Braga

Na receção ao Sporting, pouco mais de uma semana após a disputa da meia-final, estava em jogo a possibilidade de Amorim se tornar o treinador com melhor início de campanha ao leme do Braga. O cenário acabou mesmo por se concretizar, e o triunfo por um golo sem resposta ficou para a história: sete jogos, sete vitórias para Amorim. 

No campeonato, o Braga de Amorim corre por um lugar entre os três primeiros colocados da tabela. Já na Liga Europa, os “Gverreiros do Minho” vão ter que medir forças com o Rangers nos 16 avos de final.