Terça-feira , Junho 27 2017 Periodicidade Diária nº 1399
Principal / Notícias / Município de Braga aprova estratégia de adaptação às alterações climáticas

Município de Braga aprova estratégia de adaptação às alterações climáticas

cmb17102016sergiofreitas0000003071

Foi aprovada hoje, em sede de reunião do executivo Municipal, a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC), um documento que visa elencar linhas de ação de adaptação ao fenómeno, assim como de planeamento e gestão do território ao nível municipal e regional.

Assim, a EMAAC foca-se na identificação de opções e ações de adaptação planeada que visem promover a minimização dos efeitos das alterações climáticas. A partir da identificação e priorização das atuais vulnerabilidades e riscos climáticos, o Município procura promover um conjunto integrado de opções de adaptação para responder não apenas ao clima futuro, mas igualmente aos diferentes impactos climáticos já observados.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o ambiente é, atualmente, uma ‘questão central’ nas estratégias de desenvolvimento das cidades. “O planeta enfrenta um profundo processo de transformação com consequências directas no bem-estar das pessoas e na forma como nos organizamos e reagimos ao impacto dessas mesmas alterações. Este documento resulta de um trabalho transversal e específico, dentro de cada autarquia que integra o projecto ClimAdaPT.Local, em articulação com instituições de ensino superior”, referiu.

Como sublinhou o edil, o objetivo passa por implementar paulatinamente as diversas iniciativas vertidas no EMAAC – com datas de execução que variam entre este ano e 2025 – e que têm impacto nos mais diversos níveis, tais como o urbanismo, mobilidade ou ordenamento empresarial. “São muitas as dimensões em que as alterações climáticas têm impacto em cada concelho e é fundamental efetuar este esforço de diagnosticar os riscos inerentes. Nesta segunda fase, delineamos estratégias objetivas para acorrer às alterações e diminuir o respetivo impacto que têm na população”, disse.

Executivo dá luz verde a concurso público do Centro Escolar de Esporões

Nesta reunião do Executivo Municipal foi, ainda, aprovada a abertura do concurso público para a empreitada do Centro Escolar de Esporões, cujo preço base estimado é de 781 mil euros. O espaço irá acolher as valências de Jardim de Infância e EB1, o que, de acordo com Ricardo Rio, ‘obriga a um processo de reformulação e qualificação do espaço que leva a um investimento desta dimensão’.

Foram, igualmente, aprovadas mais duas etapas no procedimento concursal dos Centros Escolares de Merelim S. Pedro e Gualtar, intervenções definidas pelo Município como prioritárias. “Numa próxima reunião levaremos a análise do júri relativamente às propostas dos candidatos a executar as obras e esperamos, até final deste ano, submeter o contrato ao Tribunal de Contas”, referiu, garantindo também que a autarquia tem efetuado diversas intervenções em várias escolas do concelho.

“Estamos a investir em função das situações que estabelecemos como prioritárias, dentro do levantamento exaustivo que fazemos, e dos recursos disponíveis. Importa salientar que os financiamentos comunitários na área escolar estão sujeitos a mapeamento prévio por parte do Ministério da Educação, pelo que nos restantes estabelecimentos o Município, se entender como necessário, tem de intervir a expensas próprias”, explicou.

Acerca Braga TV

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *