Quarta-feira , Agosto 23 2017 Periodicidade Diária nº 1456
Principal / Educação / Escola Europeia de Ensino Profissional abre portas para dar a conhecer a sua oferta educativa

Escola Europeia de Ensino Profissional abre portas para dar a conhecer a sua oferta educativa

img_0258

A Escola Europeia de Ensino Profissional, situada na Rua do Caires, nº 305, em Maximinos, abriu as suas portas para dar a conhecer a sua oferta educativa. Criada em 2001 por Manuel Rodrígues Suárez, a escola oferece três cursos de nível quatro: curso Técnico Auxiliar Protésico, curso Técnico Auxiliar de Saúde e curso Técnico de Electrónica, Automação e Computadores. Neste momento frequentam aproximadamente 200 alunos distribuídos por nove turmas.

Raquel Rodríguez, sub-diretora da Escola Europeia de Ensino Profissional, referiu que a escola foi criada pelo seu pai, Manuel Rodríguez Suárez, não só com o objetivo de formar alunos, mas de ensinar valores importantes para o futuro profissional dos seus alunos num ensino de qualidade. “A escola foi criada em 2001 com o objetivo específico de dar aos nossos alunos uma formação íntegra, centrada não só nas aprendizagens académicas, mas na transmissão de valores e princípios éticos que são tão importantes para a nossa vida. A escola leciona há 15 anos, onde forma profissionais de primeira com um ensino de qualidade, através de aulas teóricas e práticas, e um atendimento individualizado e personalizado de acordo com as necessidades de cada aluno.”, realçou a sub-diretora.

Lúcia Pereira, diretora pedagógica da Escola Europeia de Ensino Profissional, frisou que os cursos profissionais são totalmente gratuitos, tendo duas vertentes: a profissional, para entrar no mundo do trabalho, e a equivalente ao 12º ano, para prosseguir os estudos no ensino superior. “Os cursos são totalmente gratuitos, tendo diferentes tipos de apoios económicos. São cursos de dupla certificação, ou seja, existe uma qualificação profissional que nos permite ingressar no mundo do trabalho e tem também equivalência ao 12º ano de escolaridade, que lhes permite prosseguir os estudos para o ensino superior. São cursos cofinanciados pelo Ministério da Educação e pelo POCH (Programa Operacional de Capital Humano).”, explicou.

Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, sublinhou que é importante promover a oferta educativa aos cidadãos, uma vez que esta escola está sedeada dentro desta União de Freguesias e onde muitos bracarenses desconhecem a sua existência. “Dentro da política que a nossa União de Freguesias adotou de promover as nossas associações e escolas, estamos hoje na Escola Europeia de Ensino Profissional com o objetivo de promovê-la, já que muitos bracarenses provavelmente desconhecem a existência desta escola. O ensino profissional é o futuro do nosso país. Nós não podemos ser só doutores e engenheiros, temos de produzir muitos e bons técnicos que a nossa indústria carece e é, nesse sentido, que estamos a promover esta escola.” finalizou.

Acerca Braga TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *